Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

27
Nov15

Vocabulário

Maria do Rosário Pedreira

Diz quem sabe que a geração que já nasceu com toda a tecnologia à disposição (e que não dispensa computador, telemóvel e, quando possível, também tablet, em que assistem a séries e filmes inteirinhos) tem menos vocabulário do que aquela que a precedeu. Sinto, na minha profissão, que de facto muitas palavras e expressões que eu ainda uso regularmente não constam quase nunca dos livros que me mandam para apreciação, embora também me surjam outras novas que não existiam quando eu era jovem (muitas delas aportuguesamentos de vocábulos ingleses, claro). E um dia destes uma colega minha que tem um filho de 15 anos no 11.º ano contou-me uma estranha história. Num teste de Filosofia, quase todos os alunos da turma erraram numa determinada resposta. E porquê? (Se pensam que isto tem que ver com filosofia, desenganem-se.) Pois bem, simplesmente porque nenhum deles sabia que a palavra «hábito» podia designar, além de costume ou prática frequente – o que era um dado adquirido –, a veste dos monges ou das freiras (como na conhecida frase «o hábito não faz o monge»), razão pela qual não conseguiram sequer perceber a pergunta. Olhem, os religiosos que rezem pela pequenada, que eu não sei onde isto vai parar...

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Beatriz Santos 27.11.2015

    E os seus jantares tinham alguma graça?...

    Os garotos não usam com os pais e outra gente mais velha a mesma linguagem que usam entre eles. Basta atentar - em alguns casos - na conversa bichanada que têm com o colega do lado se for da sua idade e como se expressam para a mesa:)
  • Sem imagem de perfil

    António Luiz Pacheco 27.11.2015

    Ora se tinham Caríssima Beatriz!

    Eram extraordinários quase sempre... não se via TV, conversava-se e havia quase sempre alguém exterior ao agregado, os penduras, fosse uma tia ou tio solteirão, um convidado ou um pendura qualquer que algum de nós levava... os gatos debaixo da mesa e a perdigueira do meu pai sentada ao lado dele com a cabeça no colo, em cima de um pano para não lhe sujar as calças!
    Em minha casa sempre se cultivaram as refeições e sobretudo o jantar era sagrado porque se conversava sobre o dia, o pai indagando sobre a escola, e dando lições, a mãe sempre com alguma facécia, e os assistentes que contribuíam de algum modo... eram jantares de tertúlia!
    E, mantemos essa cultura sempre que podemos... as minhas irmãs, cunhados, sobrinhada e namorado/as ou maridos/mulheres adoram este nosso ritual...

    Conversa-se muito e há liberdade de não se gostar de caça ou de toiros, ou de ser homossexual, o que até gera saudáveis discussões esclarecedoras! O que não se admite são faltas de respeito e nem linguajar impróprio por desadequado.

    Saudações saudosas cá da Cidade Morena!
  • Sem imagem de perfil

    Beatriz Santos 28.11.2015

    :) muito obrigada pela descrição.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D